A produção de veículos pode permanecer estável em 2016 na comparação com o ano passado. A Anfavea, associação que representa os fabricantes do setor, divulgou na quinta-feira, 7, a expectativa de que os resultados tenham evolução tímida de 0,5% sobre 2015, com a fabricação de 2,44 milhões de veículos no Brasil. O segmento de leves deve encolher 0,1%, para 2,33 milhões de carros, enquanto a produção de pesados avançará 12,8%, para 107,8 mil unidades.

O fato de a Anfavea descartar por enquanto nova queda no volume de veículos feitos no Brasil este ano não é exatamente uma boa notícia, já que a acomodação acontece em patamar baixo após o fraco resultado de 2015. O ano terminou com queda de 22,8% sobre 2014, para apenas 2,42 milhões de veículos fabricados localmente.

Os dados isolados de dezembro mostram que foram feitos 142,8 mil veículos no último mês do ano. O volume é 18,4% menor do que o registrado em novembro. Na comparação com igual período de 2014 a baixa é de 30%. As montadoras aproveitaram o último mês do ano para conceder férias coletivas e reduzir estoques, fazendo de dezembro o mês mais fraco em volume de produção de 2015.

No acumulado dos 12 meses, o segmento de caminhões foi o que apresentou tombo maior, com baixa de 47,1% nos volumes, para apenas 74 mil unidades. A produção de ônibus encolheu 34,7%, para 21,4 mil chassis. Já a fabricação de leves teve redução um pouco menor, mas ainda expressiva, de 21,5% para 2,33 milhões de veículos, com 2,01 milhões de automóveis e 314,9 mil comerciais leves.

Fonte: link